CALACS Congress

Américas: singulares ou plurais?

Université du Québec à Montréal (UQAM), 16-18 mai

Uma tensão – simultaneamente criadora e contenciosa – atravessa a ideia que temos do continente americano entre o que une e divide este espaço social, político, econômico e cultural.

As vertentes que preconizam a integração continental e os projetos de desenvolvimento nacional, de cidadania inclusiva e de consolidação democrática referem-se sobretudo à singularidade: uma história comum, um povo unido e uma visão compartilhada. No entanto, a busca por igualdade e justiça e o reconhecimento do caráter fluido e múltiplo das identidades, embora inscritos na história, acentuam as dissenções, as assimetrias e as distorções existentes na região. A época atual aponta para um pluralismo multidirecional, por vezes à custa da fragmentação, de modo que a ideia mesmo de liberdade tornou-se estreitamente vinculada à de ensimesmamento. Contudo, a coesão, a solidariedade e o sentimento de pertença continuam a ser valores caros à ação coletiva.